A participação Academia no registro da história da medicina no Estado

Fundada em 1989, a Academia Goiana de Medicina (AGM) teve como um de seus principais objetivos resgatar e registrar a história da medicina do Estado, o que se iniciou com a escolha se seus patronos e titulares fundadores, feita por uma comissão de professores da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Goiás e um […]

Publicado dia 05/06/2017 às 15:59

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

Fundada em 1989, a Academia Goiana de Medicina (AGM) teve como um de seus principais objetivos resgatar e registrar a história da medicina do Estado, o que se iniciou com a escolha se seus patronos e titulares fundadores, feita por uma comissão de professores da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Goiás e um representante da cultura médica no Estado.

Foram escolhidos, então, quarenta médicos do passado da medicina Brasileira, a maioria de Goiás, que contribuíram significativamente para o desenvolvimento da medicina no Estado e igual número de médicos dentre os que então mais se destacavam no exercício profissional como Titulares- fundadores de suas cadeiras.

Dez anos após sua fundação, a AGM viabilizou a publicação do livro Saúde e Doenças em Goiás, de autoria de docentes e discentes do Departamento de História da UFG que, baseado em dados do Museu das Bandeiras da antiga Capital do Estado. Lá, é relatado de forma didática os primórdios da medicina goiana e seu lento crescimento até meados do século XX.

Outra importante iniciativa da AGM foi a fundação de sua revista que, desde 2004, vem registrando e discutindo os principais fatos relacionados à medicina e à assistência à saúde em Goiás, em artigos de opinião elaborados por seus membros, destacados especialistas e autoridades responsáveis pelo tema em pauta, interagindo com as entidades médicas do Estado.

Além dessas publicações no interesse da medicina regional, a revista da AGM publicou importantes artigos sobre a necessidade de se preservar o inseparável caráter humanístico dessa milenar profissão em interação com as Academias Estaduais de Medicina, a Federação Brasileira das Academias de Medicina, os Conselhos Estaduais e o Conselho Federal de Medicina.

Em 2009 a AGM publicou o Livro Academia Goiana de Medicina, que registrou o perfil dos médicos que mais se destacaram no exercício profissional da terceira década aos meados do século passado, impulsionando o crescimento da medicina no Estado em todas suas vertentes, ou seja na assistência à saúde, no seu ensino, tanto na graduação como na Pós-Graduação, na produção de conhecimentos e na preservação do seu inseparável caráter humanístico, em interação com as Academias Estaduais de Medicina, a Federação Brasileira das Academias de Medicina e os Conselhos Estadual e Federal de Medicina.

Contudo, cabe ressaltar que a relevante participação da Academia Goiana de Medina no registro da História da Medicina em Goiás foi enriquecida com os livros Médicos e Medicina em Goiás, publicado em 2004, e o Dos Primeiros tempos da saúde pública em Goiás à Faculdade de Medicina, publicado em 2013 e que, no tocante ao resgate dos dados sobre a história da Medicina no Estado foi fundamental a monografia, História da Medicina em Goiás, baseada em cuidadoso levantamento realizado nos arquivos do Museu das Bandeiras da Antiga Capital, que contém documentos com reveladoras informações sobre a medicina no Estado, desde seus primórdios.