Enquanto tudo cai, venda de medicamentos cresce em 2016

As farmácias apenas observaram uma desaceleração nas vendas de medicamentos em 2016 comparado a 2015. Segundo dados da Close Up International, o faturamento das farmácias cresceu 12,9% em 2016, passando de R$57 bilhões comercializados em 2015 para R$64,4 bilhões. No período anterior, o crescimento tinha sido de 13,2%. Por mais que a diferença possa parecer […]

Publicado dia 09/03/2017 às 02:33

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

06As farmácias apenas observaram uma desaceleração nas vendas de medicamentos em 2016 comparado a 2015.

Segundo dados da Close Up International, o faturamento das farmácias cresceu 12,9% em 2016, passando de R$57 bilhões comercializados em 2015 para R$64,4 bilhões. No período anterior, o crescimento tinha sido de 13,2%. Por mais que a diferença possa parecer pequena, um fator que deve ser considerado é a alta nos preços de medicamentos.

“Ao avaliarmos o faturamento, temos que considerar que os preços dos remédios subiram em até 12,5% em 2016, já em 2015, o reajuste máximo autorizado foi de 7,7%. Isso fez com que os valores negociados fossem altos, contudo, ao considerar a venda de medicamentos por unidades, também se observa um crescimento, mas em proporção menor”, explica o presidente da Febrafar, Edison Tamascia.

Os dados referidos são relacionados à venda unitária de medicamentos, que havia tido um crescimento de 8,3% em 2015 em relação a 2014, mas que, em 2016, só observou crescimento de 3,3%. Em números, isso representa que, no ano passado, foram vendidos 4,7 bilhões de medicamentos frente 4,5 bilhões em 2015.